90% dos executivos buscam vagas por smartphone, diz pesquisa



A tecnologia dos smartphones não está mudando apenas a forma como as pessoas interagem entre si como também pode impactar diretamente na carreira de muitos profissionais.

É o que aponta uma pesquisa realizada pela consultoria global em mobilidade de talentos chamada LHH.

Segundo o levantamento, 90% dos executivos já estão usando o celular para buscar oportunidades de emprego.

O estudo foi realizado com base no mercado americano e entrevistou 375 pessoas.

Ao serem questionadas sobre como utilizam o celular para procurar emprego, 33% disseram que usam o aparelho para pesquisar empresas, 20% afirmaram que fazem networking online e 15% usam o dispositivo para se candidatar a vagas.

Enquanto isso, apenas 10% não fazem uso da ferramenta.

A pesquisa ainda revela que apenas um em cada 10 usuários não usa aplicativos de smartphone.

Além disso, um outro estudo realizado pelo portal de empregos Trabalhando.com fala sobre uma tendência no uso do WhatsApp para anúncio de vagas.

Segundo a pesquisa, entre as várias ferramentas disponíveis os jovens profissionais preferem receber notificações com oportunidades de trabalho por WhatsApp.

A pesquisa quantitativa foi feita entre agosto e setembro, com questionários enviados por e-mail para 10 mil universitários de São Paulo e das regiões Nordeste e Sul que são cadastrados no serviço.

Desse total, 988 jovens profissionais responderam à pergunta “Qual a melhor tecnologia para receber avisos de vagas de estágios e empregos?”.

Dessa quantia, 76% afirmaram preferir receber oportunidades por meio do WhatsApp.

Em segundo lugar, o e-mail é preferência de 18% dos entrevistados, enquanto os 6% restantes optam por receber SMS.

Google Street View usa tirolesa para fotografar a Amazônia


Pela primeira vez, o Google usou uma tirolesa para fazer fotos para o Google Street View. Captadas no meio da Amazônia, as imagens estão no ar desde ontem.


A iniciativa é fruto de uma parceria do Google com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS). As fotos com tirolesa foram feitas nas reservas de desenvolvimento ambiental do Juma e do Madeira, localizadas a 228 quilômetros de Manaus.

Para captar as imagens, foi usado o Trekker. Desenvolvido pelo Google, esse sistema fotográfico conta com 15 lentes e tira fotos a cada 2,5 segundos. Ao todo, o Trekker pesa 18 quilos.

Além de ter sido pendurado em tirolesas para fotografar árvores, o Trekker registrou imagens de 500 quilômetros dos rios Aripuanã, Madeira e Mariepauá e de cerca de 20 comunidades que ficam no meio da selva.

"Com o Amazon Street View o mundo poderá ver essa realidade e saber que pessoas vivem em uma região com tantos desafios e realidades totalmente diferentes", afirmou o superintendente-geral da FAS Virgílio Viana em nota divulgada no site da ONG.

Ao todo, os trabalhos duraram 18 dias. Em 2012, uma parceria entre o Google e a FAS já havia resultado em fotos do Rio Negro que foram incluídas no Street View.

A seguir, veja o vídeo sobre o projeto com tirolesa:



Google confirma que vai lançar operadora de telefonia



O Google confirmou que pretende se tornar uma operadora de telefonia nos próximos meses. O anúncio veio de Sundar Pichai, vice-presidente da empresa, durante uma aparição no Mobile World Congress.

A gigante de tecnologia afirmou que está trabalhando com parceiros para criar sua própria operadora virtual (MVNO), mas não especificou quais são as empresas.

O serviço será oferecido em pequena escala, para não competir com grandes operadoras dos Estados Unidos, e toda a estrutura será alugada. "Acho que estamos na fase em que precisamos pensar em hardware, software e conectividade juntos", explicou Pichai. "Queremos quebrar as barreiras sobre a maneira como a conectividade funciona."

O executivo diz que a ideia não é competir com as operadoras já existentes, mas aplicar o conceito da linha de smartphones Nexus para entrar neste novo mercado. Com o celular desenvolvido em parceria com uma fabricante, o Google diz impulsionar a inovação e direcionar a indústria em uma nova direção sem de fato competir com suas parceiras, já que os estoques do Nexus são sempre bastante limitados.

Pichai diz já ter algumas ideias para o novo serviço, como fazer uma integração mais forte entre a internet móvel e o Wi-Fi, alem de uma outra ideia que a possibilidade de que, quando uma chamada cair, a conexão dê conta da continuidade da conversa.
Ainda não há informações sobre preços e regiões onde a nova operadora estará disponível.