Decisão sobre recurso da TIM contra Anatel é adiada para segunda-feira

20/07 - SÃO PAULO - Ficou para segunda-feira a decisão da Justiça Federal de Brasília sobre o recurso apresentado pela TIM contra a decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de suspender a venda de linhas da empresa em 18 Estados e no Distrito Federal.

Além da TIM, Oi — em cinco Estados — e Claro — em três — também foram impedidas pela Anatel de comercializar novos pacotes da voz e dados. Somadas, as três operadoras detêm 70% do mercado de telefonia móvel no país.

Segundo a assessoria de imprensa da Justiça Federal do Distrito Federal, o juiz designado, Tales Krauss Queiroz, vai analisar o caso durante o fim de semana e, a princípio, deliberar na segunda-feira.

Caso seja constatada urgência no pedido, a decisão pode ser antecipada para o plantão deste fim de semana.

Mais cedo, a TIM entrou com mandado de segurança na 4ª Vara Federal de Brasília contra a decisão da Anatel. A empresa pediu a suspensão imediata da decisão da agência e a autorização para poder comercializar novas linhas.

A Anatel tomou a decisão de suspender as vendas de três das maiores operadoras de telefonia móvel do país após avaliar dados das teles pelos últimos seis meses. Um dos maiores problemas é que as chamadas são interrompidas no meio do telefonema.

(Folhapress)