Tablets: Preços podem cair até 36% no Brasil

O governo publica ainda esta semana medida provisória (MP) enquadrando os tablets em uma nova categoria de produtos de informática, o que vai permitir que ele seja beneficiado pela chamada "Lei do Bem". Com a decisão, os equipamentos terão isenção de PIS/Cofins, o que significa que os impostos vão cair de 9,25% para zero, a exemplo do que existe para os computadores. O governo optou em classificar o tablet como um novo equipamento porque ele não era semelhantes aos computadores, ao palm top ou aos smartphones, tanto em termos de recursos ou para tributação da Receita Federal. Com isso os tablets poderão ficar até 36% mais baratos para o consumidor com a redução de impostos que será aprovada pelo governo. A expectativa é do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que participou nesta terça-feira do Seminário "Estímulos à PD&I no Setor de Telecomunicações". Será editada também uma portaria interministerial fixando o PPB (Processo Produtivo Básico) para os tablets, para que eles possam contar com a redução de IPI de 15% para 3%. Para isso, alguns componentes deverão ser produzidos no Brasil. Dependendo dos estados onde os equipamentos forem montados, as empresas terão ainda redução de ICMS, a exemplo do que acontece em São Paulo. O preço do IPAD  versão mais barata com Wi-Fi e 16GB caisse de R$ 1.399 para R$ 896. Já o Galaxy Tab, da Samsung, com Wi-Fi/3G e 16 GB, vendido por R$ 1.699, o preço cobrado seria de R$ 1.088. Para o Xoom, da Motorola, com Wi-Fi e 32 GB, que custa R$ 1.899, o preço cairia para R$ 1.216.
O recém-lançado ZTE, que custa R$ 996, o mais baratos dos quatro, com Wi-Fi/3G e 4GB, custaria apenas R$ 638.

Novas Tecnologias: Incumbent brasileira lançará projeto de casa conectada

Já imaginou ter a sua casa conectada a internet? Pois é o que propõe uma incumbent brasileira  que está realizando trials no país com uma solução de casa conectada da Amdocs e deve lançar comercialmente o serviço até o final do ano. A meta é conquistar de 5 mil a 7 mil clientes em um ano. A solução integrará algumas tecnologias, como Wi-Fi, RFID e até cloud computing. Um set-top box atuará como o roteador da casa, recebendo as informações dos vários dispositivos e as mandando para a 'nuvem', onde está a inteligência e onde será realizado todo o gerenciamento dos dados. O canal de retorno com uma operadora poderá ser estabelecido por meio de qualquer rede de acesso IP (HFC, xDSL, FTTH), basta que tenha uma banda mínima de 2 Mbps", acrescenta. Existe uma operadora, não divulgado o nome, que iniciará a oferta comercial com alguns serviços básicos, como integração do home-theater com o desktop, telefone, câmeras de monitoramento e vídeo-game. Em um segundo momento, a tele poderá colocar um sensor de radiofrequência no plugue da tomada da geladeira (que entra na rede via Wi-FI), e ofertar um serviço de compra à distância ao assinante, ou possibilitar que ele ligue o ar condicionado da sala remotamente, antes de chegar à sua casa. Essa tecnologia já existe há algum tempo, o problema é que nunca se chegou a uma forma consistente de empacotar e oferecer isso de forma inteligente ao cliente final. Os testes da operadora com o sistema de casa conectada levarão dois meses. Após esta etapa, será iniciado um estudo sobre o modelo de negócio ideal para que o serviço seja lançado efetivamente até o final do ano.

Tablets: IPAD fabricado no Brasil

No final da última semana, a Foxconn enviou uma carta para a presidente na qual sugeriu a antecipação da produção do iPad no Brasil, para julho deste ano, desde que o governo cumprisse uma série de exigências para isso. A cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo, foi escolhida pela Foxconn para abrigar a linha de produção do iPad no Brasil. Para isso, a fabricante planeja a montagem de uma nova planta dentro da unidade fabril que já mantém na cidade, com o intuito de garantir o segredo industrial na produção do tablet da Apple, segundo notícia divulgada nesta segunda-feira (9/5), pelo jornal Folha de S.Paulo. Ainda de acordo com a reportagem, uma equipe técnica da Foxconn, de Taiwan, vai desembarcar no Brasil nesta semana para uma reunião com a presidente da República, Dilma Rousseff. O objetivo é discutir os detalhes dos investimentos de US$ 12 bilhões que a fabricante planeja realizar no País, nos próximos cinco anos, assim como todas as reivindicações feitas ao governo.

Tablets: Sansung com novo display de 10.1"

A Samsung anunciou na última quinta-feira (12/05), uma Retina Display de 10.1" e resolução de 2560×1600 para tablets. A tecnologia trará a maior resolução já vista em tablets, com 300 DPIs para a tela do dispositivo, ou seja, 300 pixels por polegada. A Sansung exibirá a tela durante o SID 2011, Simpósio Internacional de Displays em Los Angeles, Estados Unidos, que ocorre entre os dias 15 e 20 de maio. Até o final deste ano, a Samsung planeja aplicar a tecnologia em novos tablets.  A Samsung já foi uma das principais companhias fornecedoras de displays para a Apple. Mesmo que a LG seja a atual fornecedora, existem rumores de que o próximo iPad possa ter a Retina Display, já presente no iPhone 4.