4G: Uma realidade ou sonho para o Brasil?

Segundo a Qualcomm ainda é cedo para se falar em 4G no Brasil, que uma possível realidade seria para 2013. Nesse momento entende-se não ser necessário se começar com essa tecnologia. Os executivos da empresa americana defendem a decisão da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) que prevê a destinação da faixa de 2,5 Gigahertz (GHz) para viabilizar a entrada da 4G da telefonia móvel em 2013. Segundo o diretor de relações governamentais da Qualcomm do Brasil , Francisco Soares, a tecnologia 4G no Pais será usada por nichos onde a demanda é maior.