ANATEL QUER ESCLARECIMENTOS SOBRE PARTICIPAÇÃO DO AURELIUS NA NEXTEL

Agência vai investigar se fundo passou a deter controle na operadora



A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) negou ao Société Mondiale, acionista da Oi, pedido para impedir que fundos do grupo Aurelius participem de negociações acerca de um plano de recuperação judicial para a Oi. Mas decidiu investigar se o Aurelius exerce algum controle sobre a Nextel Brasil.

A agência abriu procedimento administrativo para “apuração de transferência de controle e possível existência de controle vedado, nos termos do art. 4º, da Resolução nº 101/1999”. Determinou também a intimação dos fundos Capricorn Capital, Syzygy Capital Management, Aurelius Capital Management, Aurelius Capital Master, Aurelius Capital Management GP, que deverão explicar a participação na Nextel. A Nextel também foi chamada a detalhar sua relação com o Aurelius.

O pedido de cautelar para afastar o fundo abutre das negociações da RJ da Oi foi negado pois a superintendência de competição da Anatel não vê perigo de que haja danos irreparáveis na presença do fundo nas negociações.  E dá a entender que o pedido do Société Mondiale é uma reação à decisão da Justiça de conceder ao presidente da Oi, Eurico Teles, o poder de conduzir as negociações com credores da operadora, independentemente da posição do conselho de administração.

Fonte: Telesintese