Chromecast ganha compatibilidade com controle remoto de TVs


O Chromecast ganhou uma funcionalidade interessante nesta terça-feira (17). A partir de agora, vídeos rodados no dongle usando vários aplicativos de streaming podem ser pausados ou tocados por meio do controle remoto da TV. O recurso já está disponível para uso e não requer qualquer atualização de software.

Mas como o truque é feito se o Chromecast não tem receptor de infravermelho? O segredo está na tecnologia HDMI-CEC, capaz de enviar comandos do Chromecast para uma TV compatível e vice-versa. É assim que o dongle liga a TV ou muda de fonte HDMI, automaticamente, sempre que é ativado pelo celular.

Para aproveitar a comodidade, é preciso saber se sua TV suporta o padrão HDMI-CEC, presente na maioria das TVs com entrada HDMI, fabricadas nos últimos anos, e ter um controle remoto com botões Play e Pause.

No entanto, nem todos os apps para Chromecast estão operando o novo recurso. Até o momento, sabe-se que YouTube, Google Play Música, Allcast, TuneIn Radio e Chrome são compatíveis, deixando de fora apps populares como o da Netflix.

O grande ponto positivo do Chromecast é, certamente, o preço. Vendido no Brasil por menos de R$ 200, ele é muito mais barato que a Apple TV, comercializada no site oficial por R$ 400. O Nexus Player é mais difícil de ser encontrado, pois normalmente é vendido nos EUA via Play Store. Sem previsão de chegada no Brasil, ele é comercializado no exterior por US$ 100 (o equivalente a R$ 258 em conversão direta).

O Chromecast é o derrotado no quesito armazenamento porque ele não tem virtualmente nenhum espaço para guardar arquivos. Na verdade, ele vem acompanhado de uma memória pequena onde armazena o cache dos streamings que faz, mas não é possível salvar conteúdo para ver off-line – o usuário deve fazê-lo no celular ou tablet e transmitir via Wi-Fi para ele.