Telecom::Novo presidente da Telebras

O novo presidente da Telebrás, Caio Bonilha, assumiu nesta quarta, 1°, após três horas de reunião do conselho de administração, o cargo que até ontem era de Rogério Santanna. Ele afastou a possibilidade de a empresa atuar no varejo (o que, aliás, já vinha sendo dito pela Telebrás há muito tempo), e prometeu atuar em parceria com a iniciativa privada e incentivar o mercado de provedores de comunicação multimídia, para garantir a acessibilidade do serviço mesmo em cidades onde não existam provedores para a venda de banda larga ao consumidor final. 

Na saída da reunião, da qual só participou da primeira etapa, Santanna identificou uma contradição entre o discurso e a prática no tratamento pelo governo do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), da qual a Telebrás é a gestora. "É certo que as prioridades do governo se vêem na contabilidade; se não há recursos, (o PNBL) perde prioridade", acentuou. Ele informou que sua convivência com o ministro Paulo Bernardo (Comunicações), com quem trabalhou quase seis anos, já não era tão fácil. "À medida que o PNBL foi avançando, que os interesses das teles foram se mostrando, minha relação com o ministro foi se deteriorando", revelou. 

Santanna disse não acreditar na entrega do gerenciamento do PNBL às teles – especificamente à Oi – mas que o distanciamento que mantinha com elas ajudou a derrubá-lo do cargo. "Não acredito que chegue a esse ponto, mas está clara a orientação do governo de aproximar das empresas. Esse é o motivo da minha demissão", declarou. Fonte: www.teletime.com.br