Jornalismo: Em Paris, reunião do G-8, Facebook marca presença

Mark Zuckerberg negou que o Facebook pretenda, pelo menos no curto prazo, abrir a rede social para crianças com menos de 13 anos, como informaram alguns jornais recentemente. O fundador da maior rede social do mundo participou nesta quarta-feira de uma mesa no fórum e-G8, em Paris.O Facebook, que tem mais de meio bilhão de usuários ativos, opera políticas ao redor do mundo para não registrar crianças com menos de uma certa idade. A idade varia de acordo com o país, mas geralmente é de 13. 

- Nós não estamos trabalhando para permitir o acesso a crianças menores de 13 anos - disse Zuckerberg, que se encontrou com o presidente francês Nicolas Sarkozy e vai se reunir com os chefes de estado das outras nações que integram o G8 (grupo formado pelos sete países mais desenvolvidos e pela Rússia). Zuckerberg disse que os comentários que fez em uma conferência sobre educação na semana passada - quando afirmou que a regulamentação excessiva dificultava o cadastro de crianças no Facebook - foram retirados do contexto. Ele dissera na ocasião que a complexidade tarefa de proteger as crianças no meio virtual não era uma prioridade para a empresa. 
Fonte: Globo.com